Exames

Ecocardiograma

Definição e Indicações

Método de diagnóstico que compreende a análise por ultra-som da anatomia e função do coração e parte dos grandes vasos, em repouso. O exame inclui as técnicas de modo uni e bidimensional, Doppler pulsátil e contínuo, e mapeamento de fluxo em cores. Pode ser realizado em pacientes de todas as idades, incluindo recém-nascidos. As principais indicações são: avaliação das dimensões das cavidades e da função ventricular, doenças valvulares, cardiopatias congênitas, sopros cardíacos, endocardite infecciosa, pericardites e derrame pericárdico, hipertrofia ventricular, avaliação após cirurgia cardíaca, etc.

Jejum

– Crianças com mais de quatro anos e adultos não necessitam preparo para o exame.
– Para as crianças com menos de quatro anos, recomenda-se jejum de pelo menos três horas, pois, eventualmente, há necessidade de sedação, que em geral é realizada com hidrato de cloral 10%, na dose de 0,7 a 1,0 ml/kg.

Orientações necessárias

– É recomendável que os objetivos do exame e a suspeita clínica sejam indicadas.

Interpretação e comentários

A interpretação é feita com base na análise subjetiva das imagens das estruturas cardíacas, curvas de velocidade e padrões de fluxo, além de medidas e cálculos. Estes últimos são, em geral, comparados com valores de referência para o peso e/ou superfície corporal. Pelas características de propagação do ultra-som em algumas situações como obesidade e doença pulmonar obstrutiva, ou conformação torácica do paciente, as imagens e os sinais de doppler podem não ser adequados para análise de determinadas estruturas cardíacas.