Exames

Monitoração Residencial da Pressão Arterial (MRPA)

Definição e Indicações

Método que consiste no registro de várias medidas de pressão arterial durante o período de 5 dias, com 3 medidas a cada 2 minutos pelo período da manhã e a noite, podendo ter medidas extras a qualquer momento. Com o objetivo de analisar o comportamento da pressão arterial fora do consultório médico e com várias medidas. As principais indicações são: correlacionar possíveis sintomas com o comportamento da pressão arterial, avaliar o resultado do tratamento, hipertensão de consultório ou do “avental branco”, hipertensão arterial episódica, hipertensão arterial resistente ao tratamento, sintomas sugestivos de hipotensão arterial resistente ao tratamento, sintomas sugestivos de hipotensão arterial sintomática. As principais limitações são arritmias cardíacas, hiato auscultatório e pessoas com circunferência estreita ou ampla dos braços (indivíduos habitualmente abaixo de 50 kg ou acima de 120 kg). Diferentemente da MAPA, o monitor e o manguito ficam colocados no paciente somente durante as medidas, o que pode trazer um conforto maior.

Orientações necessárias

– O exame deve ser preferencialmente agendado em dia de atividades rotineiras durante a semana.
– Solicita-se vestuário habitual.
– Um manguito para medida da pressão arterial é colocado no braço não dominante, sendo conectado a um equipamento computadorizado que o paciente aprende a manipular e recebe orientações. Este é preparado para inflar e desinflar o manguito, registrando os valores da pressão arterial. Durante o dia, são convencionalmente realizadas 3 medidas pela manhã e 3 medidas à noite. As atividades, os sintomas e as medicações são registrados em um diário. Após o término do exame, as medicações da pressão arterial são expressas em tabelas e gráficos, com os dados do diário, para emissão do relatório.

Interpretação e Comentários

A análise do exame é fundamentada nos valores médios calculados da pressão arterial nos dias do exame, observando os períodos de vigília e sono. Com base em valores pré-estabelecidos por diretrizes nacionais e internacionais, o comportamento da pressão arterial pode ser considerado normal ou anormal.