Recomendações

Orientações para que tem marca-passo

Ambiente doméstico

Apesar da grande diversidade de equipamentos presentes no âmbito domiciliar, seu potencial de interferência é muito pequeno. Essas interferências, na sua maioria de natureza eletromagnética, são raras e geralmente não causam problemas clínicos relevantes. Entretanto, o aterramento adequado das instalações e a correta manutenção e utilização dos aparelhos elétricos devem ser realizados.

Eletrodomésticos

Normalmente não provocam interferências, mas deve-se evitar contato direto da região do corpo onde está o gerador com o aparelho em funcionamento. Exemplos: rádios e televisores; tomadas e interruptores elétricos; telefones comuns e sem fio; portões eletrônicos, controles-remotos, chuveiros, máquinas de lavar, geladeiras, secadoras, batedeiras, liquidificadores, ferros-elétricos, exaustores, fornos, computadores, ar-condicionado, torneiras elétricas e brinquedos eletrônicos.

Fornos de microondas

Recomenda-se que o portador de marca-passo se mantenha afastado dois metros do microondas em funcionamento.

Colchão magnético

É contra-indicado para o portador de marca-passo devido à possibilidade de atuação do ímã sobre o gerador, alterando a sua programação e favorecendo o desenvolvimento de arritmias.

Aparelhos sonoros dotados de ímãs potentes

Todo o manuseio de aparelhos com ímãs potentes exige cuidados. Aparelhos sonoros, como grandes alto-falantes dotados de ímãs potentes, podem causar problemas se estiverem em contato com a unidade geradora.

Choques elétricos

Caso o paciente receba um choque elétrico de qualquer magnitude, recomenda-se uma revisão de todo o sistema de estimulação implantado.

Aparelhos que produzem vibração

Vibrações causadas por aparelhos eletrodomésticos, como barbeadores elétricos, escovas dentais elétricas, aparadores de grama, perfuradores elétricos e vibradores para massagem podem influir nos marca-passos dotados de sensores para movimento, provocando uma aceleração sem maior importância.

Hidromassagem

Pode interferir nos marca-passos dotados de sensores de movimento, sem maiores conseqüências.

Sauna

Não interfere diretamente nos marca-passos, porém saunas prolongadas podem diminuir a pressão arterial. Em pacientes com marca-passo e freqüência cardíaca fixa não há um aumento compensatório da freqüência cardíaca, podendo surgir sintomas.

Ambiente social

Várias situações do dia-a-dia podem produzir interferências no marca-passo, porém na maioria das vezes sem importância clínica.

Detectores de metais em aeroportos e em portas de bancos e dispositivos anti-furtos de lojas

Estes dispositivos são capazes de causar interferências em marca-passos, devendo ser evitados.

Transformadores e linhas de força de alta tensão

Podem interferir, sendo recomendado aos pacientes que não transitem a menos de 4m destes locais.

Escada rolante, elevadores, portas automáticas e rádio de freqüência privada

Não existem evidências de suas interferências sobre os marca-passos.

Transportes coletivos

Não existem evidências de interferências nos marca-passos de pacientes que utilizam transportes coletivos. Entretanto, as cabines de comando de aviões devem ser evitadas.

Telefone celular

No sistema analógico pode haver discretas interferências do tipo inibição transitória sem maiores repercussões clínicas. O sistema digital pode determinar interferências mais significativas, havendo relatos de modificação da programação. Independente da tecnologia utilizada, recomenda-se manter o aparelho, sempre que ligado, a uma distância superior a 15cm do marca-passo, além da sua utilização no lado contrário ao implante.

Prática de esportes e atividades sexuais

Pode interferir com alguns tipos de marca-passo (unipolares) devido a algum esforço da musculatura próxima da unidade geradora.

Ambiente profissional

O ambiente profissional dos portadores de marca-passos cardíacos artificiais permanentes pode conter equipamentos que emitam sinais eletromagnéticos que interfiram no funcionamento dos sistemas de estimulação. Estas interferências podem colocar em risco a vida do profissional.

Empresas de fornecimento de energia elétrica

Empresas de geração de energia elétrica, subestação de transformação e linhas de transmissão contêm campos eletromagnéticos de alta tensão que interferem no funcionamento do marca-passo.

Indústrias mecânica e siderúrgica

Os portadores de marca-passo estão sujeitos à ação de campos eletromagnéticos, mas quando sob influência das seguintes fontes: dispositivos de solda elétrica (arco voltaico) — os que utilizam até 225A em corrente alternada ou contínua com baixa voltagem parecem não interferir na função dos marca-passos (testes em laboratórios), já os dispositivos que utilizam mais de 300A têm demonstrado modificações temporárias nos marca-passos; motores elétricos de grande porte — devido à geração de campos eletromagnéticos, podem provocar interferência.

Recomenda-se aos portadores de marca-passo que se mantenha a uma distância mínima de 2m.

Indústria eletro-eletrônica

Os profissionais da área de montagem de tubos de TV e monitores de vídeo (fonte de emissão de raios catódicos) e de equipamentos da dosagem de radiação estão sujeitos às interferências ocasionadas por estas fontes de campo magnético. Além disso, equipamentos de solda por radiofreqüência também podem provocar alterações.

Empresas de telecomunicações

Transmissores de radiofreqüência AM, FM e TV podem inibir geradores unipolares, dependendo da proximidade, potência e modulação da freqüência transmitida. Radares raramente causam interferências no marca-passo de seus operadores.

Indústria transformadora de madeira e plástico

Os secadores de madeira por radiofreqüência, furadeiras e lixadeiras podem causar interferências nos marca-passos. Os trabalhadores portadores de marca-passo devem evitar essas atividades.